Para completa funcionalidade deste site é necessário habilitar o JavaScript.

Nossa História

A Unipar Indupa está estabelecida no Mercosul há quase 70 anos, sempre demonstrando respeito pela sociedade e pelo meio ambiente.

Argentina

Sua origem está relacionada com a Indupa -Industrias Patagónicas- fundada na Província de Río Negro, em 1948. Esta empresa esteva envolvida na produção de cloro, soda cáustica e PVC.

Em 1986, a Indupa estabeleceu-se na província de Buenos Aires para fazer parte da Polo Petroquímico de Bahía Blanca.

No período de 1993 a 1995, a empresa participou de uma reunião de credores, tornou-se uma estatal e, em seguida, foi privatizada, juntamente com outras empresas do Polo Petroquímico. O primeiro comprador foi um consórcio formado pela Dow, Itochu e YPF.

Em 1996, o Grupo Solvay adquiriu 51% da participação da Indupa - o restante foi negociado na Bolsa de Valores e forma-se entõa a Solvay Indupa SAIC.

Em 1998, a Solvay Indupa S.A.I.C. adquiriu a atividade de negócios de Vinílicos da Solvay do Brasil. A partir desta integração, a empresa reforçou a sua presença nos mercados de ambos os países e iniciou a sua expansão em todo o Mercosul e no mundo.

De 1997 a 1999, o Grupo Solvay investiu na Argentina para a ampliação de sua capacidade de produção, desenvolvimento de projetos de consolidação e melhoria ambiental, e de segurança.

Em 2009, a Solalban Energía SA foi criada, uma empresa formada pela Solvay Indupa SAIC e a Albanesi SA com o fim especifico de gerar energia elétrica e vender o excedente para a rede nacional.

A posição geográfica do site de produção na Argentina faz com que seja possível ter acesso a todas as matérias-primas necessárias para a produção (gás, energia elétrica, sal), e à rede rodoviária, ferroviária e marítima para diferentes mercados da região, e um porto de águas profundas de entrada e saída, que beneficia as exportações, bem como recursos humanos altamente qualificados de instituições acadêmicas de todos os níveis (universidades, escolas técnicas, etc.)

Dados sobre o site de produção de Bahía Blanca:

  • PVC: 220.000 toneladas / ano
  • Soda cáustica: 185.000 toneladas / ano
  • Pérolas da soda cáustica: 40.000 toneladas / ano
  • Energia: 120 Mw
  • Área: 101 hectares

Brasil

A Solvay chegou ao Brasil em 1941, instalando-se no município de Santo André - SP, com o nome de Indústrias Químicas Eletro Cloro. A primeira fábrica foi inaugurada sete anos depois, produzindo soda cáustica, cloro e hipoclorito de sódio.

Dentro da filosofia de diversificar suas atividades, a produção de PVC se iniciou em 1956, a de compostos de PVC em 1958 e a de polietileno de alta densidade em 1962. Em 1972, a Solvay ingressou no ramo petroquímico com o Consórcio Paulista de Monômero - Copamo - e, em 89, adquiriu a Brasivil Resinas Vinílicas, integrando-a às suas unidades de fabricação de PVC.

Em 1991, adotou o nome mundial do grupo, passando a se chamar Solvay do Brasil S.A. e, em 1998, ao integrar-se à Solvay Indupa da Argentina, ganhou o nome de Solvay Indupa do Brasil.

As instalações da Solvay em Santo André, atualmente, ocupam uma área de 175 mil m2, com duas unidades de produção de PVC e outra de produtos químicos.

Capacidades de produção:

  • Soda cáustica (100%): 170kt/a
  • PVC suspensão: 262kt/a
  • PVC emulsão: 28kt/a
  • Energia: 9MW médios

Área: 12 milhões de metros quadrados, dos quais 1 milhão de área construída e 11 milhões de floresta nativa preservada.

Contato Mapa do Site
Fechar